terça-feira, 29 de novembro de 2011

PLANETA BRASIL 2011 - CULTURA E MEIO AMBIENTE FAZEM SUCESSO EM BELO HORIZONTE

Festival Planeta Brasil cultura e meio ambiente em Belo Horizonte

Foto: Pedro Luis - Jornal Oecoambiental

   Em 2011 o Festival Planeta Brasil contou com as atrações: primeira apresentação, no Brasil, da banda norte-americana Slightly Stoopid – uma das mais esperadas para o evento. O line-up ainda trouxe outras atrações internacionais de peso, como: Donavon Frankenreiter e Playing for Change Band. Já as apresentações nacionais contaram com a presença de Seu Jorge, convidando Gabriel, o Pensador; Nando Reis e o Teatro Mágico. Além das bandas do Palco Independente: Flávio Renegado, Julgamento, Fusile, Transmissor, Dead Lovers Twisted Heart, Spooler e Pequena Morte.
   Procurando a cada ano inovar mais, o Planeta Brasil realizou a união perfeita de músicos, que souberam segurar a galera mesmo debaixo de chuva. O palco independente com grandes músicos fizeram valer ficar embaixo de chuva.
  Com o objetivo de realizar um evento sustentável, o Instituto OKXIGENIO foi responsável por auditar o festival, fazendo levantamentos desde o uso do banheiro até o palco. A auditoria foi realizada antes, no decorrer e no final do evento. Comprovado que o Planeta Brasil foi um evento sustentável recebera um certificado.
   O Jornal Oecoambietal é capaz de dizer que o Festival foi sustentável e que colocou em vigor uma das principais pautas da RIO +20, mostrando que é possível crescer de forma sustentável, pois a cada ano que passa o Festival cresce, melhora e surpreende mais.


  


















Gabriel Pensador
Foto: Mateus Jamm - Jornal Oecoambiental

   Gabriel Pensador declarou ao Jornal Oecoambiental : “Sim sou a favor de um Brasil mais sustentável” e destacou a importância de poder passar seu ponto de vista ao público, de poder compartilhar idéias e levar mais informação a sociedade. Manisfestou também apoio ao trabalho realizado pelo Jornal Oecoambiental na área da comunicação socioambiental.


Foto: Pedro Luis - Jornal Oecoambiental
   Parabenizamos a toda organização do evento: SleepWalkers , ao Henrique e Felipe pelo sucesso deste mega evento cultural também em 2011, a Maria Inácia Nascimento, Nathalia Alves e toda a equipe que realmente se empenhou e realizou um grande trabalho cultural. Parabéns ao Planeta Brasil por dar continuidade a sua gestão cultural com responsabilidade ambiental e que venha o Planeta Brasil 2012 com valorização cada vez maior ao meio ambiente. ( Pedro Luis / Mateus Jamm-Jornal Oecoambiental)




domingo, 27 de novembro de 2011

RIO + VINTE É LANÇADA NO RIO DE JANEIRO

    O Jornal Oecoambiental leva a fonferência Rio+20 para os debates socioambientais. Estamos ouvindo permanentemente a população sobre a realização da Conferência da ONU Rio+20 e a Cúpula dos Povos.
   A sete meses da Confêrencia das Nações Unidas (Rio+20), acontecera no próximo dia 28 de Novembro de 2011 o lançamento da conferência Rio + 20 " O futuro que queremos".
   O Subsecretário-Geral das Nações Unidas, Kiyotaka Akasaka, fará a abertura do evento, que contará com Diretores de todo continente.
   Como parte das atividades da ONU (UNICs) e do lançamento Rio + 20 acontecerá tambem um Encontro Global dos diretores nos dias 28 e 30.

De onde surgiu:

   Rio+20 foi uma iniciativa do Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais (DESA) e do Departamento de Informação Pública (DPI) das Nações Unidas para fazer a divulgação mundial da Rio+20.

O que é UNICs:

   Centros de informações das Nações Unidas (United Nations Information Centres, UNICs). Foi fundada em 13 de Fevereiro de 1964 e hoje esta presente em mais de 60 países nos cinco continentes.

   Uma grande aliada entre os meios de comunicação com instituições educacionais, organizações não governamentais e a ONU, oferecem informações sobre varias questões políticas, econômicas, sociais e humanitárias, provem seminários e debates com objetivo de sensibilizar a opinião pública.

Porque "Rio+20"

   É o nome dado a Conferência das Nações Unidas (ONU) sobre Desenvolvimento Sustentável apelidada de Rio + 20 porque acontecerá vinte anos após outra Conferência da ONU que fez história: a ECO/92.

Quando acontecerá:

  Acontecerá na mesma cidade do Rio de Janeiro – Brasil - de 4 a 6 de junho de 2012, onde os cerca de 193 países que fazem parte da ONU estarão participando com a presença de uma boa parte dos chefes de Estado do mundo. (Pedro Luis - Jornal Oecoambiental)

terça-feira, 22 de novembro de 2011

O MEIO AMBIENTE PELO MUNDO - EL MEDIO AMBIENTE EN EL MUNDO

Coleta seletiva em Barcelona - Espanha
Recogida selectiva de residuos en Barcelona
Foto: Vera Lúcia

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

"Um inimigo do povo - a história de um homem livre"

Contax apresenta:


“Um inimigo do povo – a história de um homem livre”
Teatro Marília – Belo Horizonte - Brasil
12 a 27 de novembro
Quinta a sábado 20h30
Domingo 19h
Informações: (31) 3277-4697

   Uma excelente opção de teatro em Belo Horizonte é a peça “Um inimigo do povo – A história de um homem livre”. Trata-se de uma adaptação de uma obra prima do autor norueguês Henrik Ibsen que “apresenta as contradições humanas e a impotência do indivíduo diante a unanimidade.”
   São abordados temas de nossa contemporaneidade como a questão dos agrotóxicos, as relações de poder na sociedade; a questão da representação política, o contexto das massas e a excelente mensagem sobre a conquista da liberdade. O que afinal é ser livre na sociedade atual ? O que pensa a massa ? O pensamento da grande maioria da população é de fato expressão do que realmente queremos ou é a imposição da grande mídia sobre as ações humanas ? Este espetáculo de mérito em conteúdo, tem excelente performance dos atores, além da boa direção e adaptação atual como foi dito, pode nos levar a questionar inúmeras atitudes dos seres humanos. Desde como percebemos os problemas da sociedade, como os problemas ambientais e até mesmo nos levar a indagações de como conquistar a liberdade de imprensa, de livre manifestação da opinião diante a pressão do poder econômico.
   “O texto, adaptado pelo diretor e dramaturgo Walmir José, apresenta como personagem central o Dr. Tomás Stockmann, pesquisador da universidade de uma cidade do interior que toma atitudes frente à proliferação do uso indiscriminado de agrotóxicos. A cidade é administrada por seu irmão, o prefeito Pedro Stockmann que recebe as novas pesquisas realizadas pelo cientista como uma ameaça à prosperidade da região.”
   O autor Henrik Ibsen (1828-1906) “foi um dos revolucionários do teatro moderno na medida em que colocou em cena não um mundo idealizado, povoado de heróis e heroínas sobre-humanas, mas sim os sentimentos resultantes das desavenças comuns à maioria das pessoas da classe média de seu tempo.
   Deste modo foi considerado o Shakespeare do drama moderno, superando o dualismo existente entre o artificial (o que se passava no palco) e a realidade (a vida secreta das pessoas da platéia), tornando mais próxima a representação dos verdadeiros dramas íntimos dos seus personagens.”
   Um momento interessante é quando os espectadores sentem-se parte da peça quando da realização de uma Conferência. Vale à pena assistir e divulgar.

Ficha técnica:


Texto: Um inimigo do povo
Autor: Henrik Ibsen
Diretor e Adaptador: Walmir José
Diretor assistente: Rômulo Duque
Elenco por ordem de entrada:
Jefferson da Fonseca Coutinho (Dr. Tomás Stockman)
Geraldo Peninha (Pedro Stockman)
Ana Amélia Cabral (Catarina)
Bianca Tocafundo(Petra)
Olavo de Castro (Lessa)

Márcio Miranda (Horta)
J. Bueno (Velho Martins)
Beto Plascides (Jorge Aslaksen)
Luiz Hermidas (Bêbado)
Participação especial em vídeo: Christiane Antuña
Preparadora corporal: Dulce Beltrão
Preparadora vocal: Silvana Stein
Trilha sonora original – Léo Correia
Preparação músico/instrumentista – Fabiano Martins
Iluminação: Felipe Cosse e Juliano Coelho
Concepção cenográfica – Walmir José e Rômulo Duque
Execução de cenário – José Geraldo
Figurinos e adereços – William Rausch
Técnico – Alex Magalhães
Participação vozes gravadas – Abdon Braga, Dílson Mayron, Carla Cristina, Fernanda Botelho, Léo Correia, Marcelo Duque, Marísia do Prado, Ricardo Batista, RômuloDuque.
Programação visual: Márcio Miranda e Samuel Araújo
Assessoria de imprensa – Luciana Rocha
Fotografias – Andrea Maia e Nello Aun
Produção – Rômulo Duque e Marisia do Prado


quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Artigo da escritora Ephigênia Salles - NATAL - "nascer, esperança, vida"


NATAL

É natal? É natal! É natal.

  Pompas anunciam o Advento; hinos especiais conclamam o abraçar; luzes anunciam o novo; estrelas apontam o caminho; festeja-se o mistério.

Eis o mistério do natal!
E, no mistério do natal, no fundo, bem no fundo, coisas continuam coisas.
  Shoppings, tais e quais cogumelos carnívoros, avançam sobre nós; ofertas milagrosas televisionadas chamam às compras; a gratificação de natal acena ao trabalhador como o canto da sereia.
  E o natal (nascer, esperança, vida) esvai-se e apaga-se na roda viva do calendário, tal e qual data de folinha, que é lançada ao lixo, a cada amanhecer.
  Pois bem. Dos doze meses do ano, um ou dois são de natal.
  E se mudássemos a ordem? Se a nova ordem fosse comemorar o natal em datas incertas, sem aviso prévio. Dez meses de natal. Dois meses de ano vulgarmente dito.
Dez meses de natal (nascer, esperança, vida).
  E então, será um outro natal. Um natal natalino, um renascer a cada dia regido pela pureza das crianças. Um sininho cristalino a badalar, porque todo dia será Advento.
  Eis o natal para sempre.
  Esse é o meu desejo.
  Eu desejo a todos esse natal e um ano novo brotando da semente do vir a ser. Tão novo que com ele se passeia, se ama, se compreende, se trabalha, se alegra, se vive.
  Eu desejo que o ano de 2012 seja, eternamente, manhã de domingo, noite de lua cheia, uma festa, um violão, o som do Bolero de Ravel, fogueira de São João, sinal de recreio. . .
 Enfim, que a liberdade seja, todos os dias, anunciada tal e qual cheiro de pão quente e aroma de café, e a felicidade seja servida à mesa, todos os dias, antes da sobremesa.

   Agradecemos este artigo que nos foi enviado e redigido por
Ephigênia Salles  é escritora, advogada, professora e referência nas lutas socioambientais de Minas Gerais e do Brasil

domingo, 13 de novembro de 2011

CONFERÊNCIA RIO +20 E CÚPULA DOS POVOS SÃO DEBATIDAS EM CURSO SOCIOAMBIENTAL


 
Participantes do Curso O Cidadão e o Meio Ambiente:
da esquerda para direita: Patrícia, Beatriz, Maria Angélica, Isis,
Antônio Lelis, Maria da Piedade, Ana Izaura, Cliviany, Haydê, Adriana, Cláudia,
Maria Joana, Juliana.
    Com sucesso foi realizado neste sábado dia 12 de novembro o Curso O Cidadão e o Meio Ambiente na Escola Superior Dom Helder Câmara. A união entre pessoas e instituições contribui para que a comunidade se faça sujeito histórico na conquista de uma melhor qualidade de vida e meio ambiente.

Patrícia, Beatriz, Maria Angélica, Antônio,
Maria da Piedade, Isis, Ana

            A valorização de cada pessoa, de nossa atitude de cidadania a partir de nossa prática socioambiental constrói um aprendizado. Ouvirmos e refletirmos juntos a nossa realidade local fortalece nossa atitude cidadã.
  A população consegue vencer seus problemas locais de meio ambiente na medida em que se une pela atitude de ir ao encontro de outras pessoas que estão agindo e se importando com o que vem ocorrendo em nossas comunidades e com o que acontece com o mundo em relação aos conflitos socioambientais.

     Isis apresenta no curso seu trabalho e o projeto de educação ambiental com crianças que realiza em Belo Horizonte
              Mais um importante passo foi dado na construção da sustentabilidade local pela qualidade e valor dos participantes deste Curso O Cidadão e o Meio Ambiente. O curso foi realizado em um bom ambiente de harmonia e refletiu temas como a importância da implantação do Artigo 225 da Constituição brasileira, a conjuntura ambiental, metodologia, implantação de projetos ambientais, além da Conferência da ONU Rio + 20 e a Cúpula dos Povos que acontecerão em 2012 no Rio de Janeiro.
           Maria Joana, Juliana, Haydê, Ana, Maria Piedade
         O grupo que participou deste curso decidiu dar continuidade as suas ações em defesa do meio ambiente organizando e implantando projetos sobre a Conferência Rio + 20 e a Cúpula dos Povos em 2012. Com certeza serão atividades vitoriosas em mérito e conteúdo socioambiental.

                     Cláudia, Adriana, Maria Joana
      Agradecemos a Escola Superior Dom Helder Câmara, a Jeane, a direção da faculdade e todos seus funcionários, que estão conquistando uma atitude de vanguarda na área da educação socioambiental ao implantar o primeiro mestrado de Direito Ambiental em Minas Gerais.
  

 Da direita para a esquerda: Juliana, Haydê, Cláudia, Maria Joana,
 Adriana, Luiz Cláudio, Cliviany, Ana, Maria Piedade, Antônio,
 Maria Angélica, Beatria, Isis

       A conquista da Justiça Ambiental está fundamentada na capacidade de nós seres humanos buscarmos valorizar o que de melhor podemos realizar a partir de nossos dons pessoais e na defesa da beleza de todo ambiente. Assim podemos enfrentar e vencer os problemas e conflitos socioambientais. Que possamos nos unir cada vez mais  pela valorização da pessoa humana, de nossas comunidades, em defesa da vida e de um meio ambiente sadio, com qualidade de vida e meio ambiente para todos.  

sábado, 5 de novembro de 2011

Quem se importa - A Quien Le Importa

La película – A Quien Le Importa
 
   Nuestra revista Jornal Oecoambiental indica esta buena película documental brasileña A Quien Le Importa (Brasil, 96 min, 2011) hecha por el cineasta Mara Mourão que retrata el trabajo de emprendedores sociales em todo el mundo. La película investiga el espiritu emprendedor social por medio de entrevistas com diecinueve entre las más destacadas personalidades del sector que decidieron cambiar la realidad por medio de ideas creativas de gran impacto social. Entre los entrevistados están el economista y banquero bengali Muhammad Yunus, Premio Nobel de la Paz y figura central del micro-crédito, y el estadounidense Bill Drayton, fundador de Ashoka, organización pioneira en el campo de la innovación social.

O filme - Quem se importa

  Nosso Jornal Oecoambiental indica este bom filme documentário brasileiro "Quem se Importa" (Brasil, 96min, 2011) realizado pela cineasta Mara Mourão,  que retrata o trabalho de empreendedores sociais ao redor do mundo. O filme investiga o empreendedorismo social a partir de entrevistas com dezenove das mais destacadas personalidades do setor, que decidiram mudar a realidade por meio de idéias criativas de grande impacto social. Entre os entrevistados estão o economista e banqueiro bengali Muhammad Yunus, Prêmio Nobel da Paz e figura central do microcrédito, e o norte-americano Bill Drayton, fundador da Ashoka, organização pioneira no campo da inovação social.



quarta-feira, 2 de novembro de 2011

O QUE É A CONFERÊNCIA DA ONU - RIO MAIS VINTE


   É o nome dado a Conferência das Nações Unidas (ONU) sobre Desenvolvimento Sustentável apelidada de Rio + 20 porque acontecerá vinte anos após outra Conferência da ONU que fez história: a ECO/92. Acontecerá na mesma cidade do Rio de Janeiro – Brasil - de 4 a 6 de junho de 2012, onde os cerca de 193 países que fazem parte da ONU estarão participando com a presença de uma boa parte dos chefes de Estado do mundo.
   A sociedade civil estará reunida ao mesmo tempo no Rio de Janeiro, na Cúpula dos Povos, um evento que contará com debates, palestras e atividades sobre os mesmos temas da Conferência da ONU. Poderemos somar atitudes em defesa do Artigo 225 da Constituição brasileira e em defesa da conquista da justiça ambiental no Brasil e no mundo.
   Como vamos edificar caminhos que busquem vencer os desafios da crise ambiental no Brasil e no mundo é sem dúvida o grande desafio desta Conferência da ONU Rio + 20 e da Cúpula dos Povos. Estes caminhos existem e a sociedade civil tem papel determinante na solução desta crise. Em todo mundo a sociedade civil dá exemplos exitosos de boas idéias que se transformam em ações que fazem a diferença na realidade local. Transformam a vida das pessoas, da comunidade e de todo ambiente. São atitudes que todos nós seres humanos estamos convocados a realizar e multiplicar. Estes exemplos podem ser comprovados. Existem pessoas que estão se importando com o que acontece aos seres humanos e a todo meio ambiente. Há cerca de uma semana, por exemplo, na 6ª. Mostra de Cinema e Direitos Humanos na América do Sul – (6ª. Muestra Cine Y Derechos Humanos em Sudamérica) houve a exibição do filme “Quem se importa” de Mara Mourão na Sala Humberto Mauro do Palácio das Artes em Belo Horizonte. Uma produção brasileira que tem a narração de Rodrigo Santoro. Este filme retrata o trabalho de empreendedores sociais ao redor do mundo.
   Nosso Jornal Oecoambiental conclama a todas as pessoas para sintonizar-se com este momento fundamental para a história da humanidade que o Brasil novamente sediará. Que as boas ações e atitudes possam fazer “Eco” e ganharem audiência entre pessoas, instituições, grupos e Estados. Podemos unir nossas melhores atitudes e energias para que haja de fato uma renovação em nossa espécie humana e uma atitude de mais integração e respeito à natureza e ao meio ambiente.
   Estamos em cada diálogo com a população através de nosso Jornal Oecoambiental buscando dar nossa contribuição ouvindo pessoas e argumentando para que possamos nos unir cada dia mais nessa perspectiva de construção de um mundo melhor, com melhor qualidade de vida e ambiente para todos.
   Envie-nos seus comentários, opiniões, matérias, sugestões de atitudes que podemos tomar participando ativamente dos debates da Conferência Rio + 20 e na Cúpula dos Povos. Todos nós fazemos parte de todo meio ambiente.